{Resenha} Prata, Terra & Lua Cheia

Gutenberg * 2013
272 pág * Felipe Castilho
“A criatividade nunca foi necessária para quem quer causar problemas; criatividade é para quem quer resolvê-los.”
Pegue o nosso querido folclore brasileiro, jogue um pouco de magia, adicione uma xícara de coragem, uma pitadinha de humor e despeje toda a sua imaginação = Prata, Terra & Lua Cheia.

Nesse segundo volume da série “O Legado Folclórico”, Anderson recebe um convite da Organização para participar de um fórum, onde haverão várias competições entre diversos grupos, com alguns membros que são na verdade criaturas folclóricas. O que está em jogo são quatro muiraquitãs (tartaruga, sapo, tatu e macaco), o prêmio para os grupos que ficarem em primeiro lugar nos jogos.

Esse fórum vai acontecer em Anistia, uma ilha flutuante que pode aportar em qualquer lugar do Brasil, mas só os líderes dos grupos, portadores dos muiraquitãs (nesse caso, Anderson é um deles) terão um sonho e assim saberão a localização da ilha.
“Anistia é mesmo um museu vivo de tudo o que morreu e o que está morrendo nesse país... Triste, e ao mesmo tempo consolador!”
Mas Anderson não pode participar desse fórum sem contar para os seus pais a verdade sobre sua aventura com o boitatá no começo do ano, mas pode mentir para eles dizendo que está indo para um acampamento falso organizado pela Primavera Silenciosa.

Esse seria mais um fórum comum, como todos os outros, se Wagner Rios não aparecesse para deixar a vida de todos mais complicada... ou até mesmo muito perigosa!

É inacreditável como Felipe Castilho conseguiu melhorar em todos os sentidos essa continuação de "Ouro, Fogo & Megabytes" que li ano passado. Eu que pensava que não dava para melhorar ainda mais... Me surpreendi totalmente. A narrativa está mais dinâmica, os perigos não param um segundo e em muitas partes eu quase fiquei sem ar.

Se você pensa que esse é um livro que fala só de lendas folclóricas, está super enganado, acontece que os personagens são as lendas. Uma ideia super original e criativa que eu adorei :D

Os lugares por onde Anderson passou vieram na minha cabeça como se eu estivesse vendo um filme e nem todos os livros que leio são assim, as descrições estavam muito boas e eu não queria parar de ler um segundo sequer.

Por fim amei tudo, absolutamente tudo desse livro, cada personagem (talvez excluindo Wagner, mas todas as histórias precisam de um vilão para acontecer), lugar e ser que apareceu. Deu vontade de, mesmo com todos os perigos, estar na história e não apenas ser uma simples leitora! Felipe Castilho se tornou um dos meus escritores preferidos.

Você PRECISA ler independente da idade
 e já estou aguardando o próximo livro!!!
Samantha Culceag.

6 comentários

  1. Estava curioso mesmo com esse livro! É uma maneira bem diferente de abordar o folclore. Preciso ler Ouro, Fogo e Megabytes pra entender? =)
    Parabéns pelo blog e pela resenha! Ótimo trabalho!
    Td de bom!

    http://www.infinimundos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eduardo!
      São duas histórias separadas, mas é melhor ler em ordem pois a apresentação dos personagens é feita no primeiro livro e em algumas partes do segundo cita ações de "Ouro, Fogo & Megabytes".
      Beijos... Samantha Culceag

      Excluir
  2. Eu e minha filha curtimos muito o primeiro, leremos o segundo em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Ana!
      Acho que vocês duas vão amar!
      Beijos... Samantha

      Excluir
  3. Olá, acabo de visitar seu blog e segui-lo. Lhe desejo foco, sucesso e força. Que conquiste muitas realizações através do mesmo. E também convido você e seus/suas leitores/leitoras a conhecer o meu blog: toobege.blogspot.com.br . Beijinhos e espero você lá também *0*

    ResponderExcluir
  4. Samantha!
    Fico feliz quando vejo um autor relembrar o folclore nacional e refazer o enredo de forma criativa.
    Gosto demais de livros desse tipo, ainda mais com figuras...kkkkkkk

    Obrigada pela visita feita ao blog, volte sempre que desejar.
    Desejo um final semana de luz e paz!!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!
    "Eu sou do tamanho daquilo que SINTO, que VEJO e que FAÇO, não do tamanho que os outros me enxergam.-(Bob Marley)

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, vou adorar saber sua opinião!
Tem um blog? Após seu comentário deixe o link para que eu possa retribuir.
*Não serão retribuídos comentários como "gostei" e "legal", leia a postagem antes de comentar!