Miniconto: Alegria

Hey leitores!
Escrevi mais miniconto para vocês, não se esqueçam de comentar!


Brincar no jardim da fazenda do tio era muito divertido para Gisele e sua irmã mais nova Bianca, as duas inventavam muitas coisas diferentes, cada dia era uma novidade. A mãe delas sempre falava para não irem muito longe, pois onde o jardim acabava começava uma floresta escura e sinistra.

Era uma tarde de verão, o último dia de férias na casa do tio e as meninas estavam pulando amarelinha, quando a mãe chamou Gisele para ajudá-la a estender a roupa. Gisele só tinha dez anos mas era tão responsável quanto alguém de quinze, sem reclamações se levantou e andou até a mãe deixando a irmã de oito anos sozinha.

Depois que acabou de ajudar a mãe, voltou para ver a irmã e percebeu que ela havia sumido. Chamou-a pelo nome e não obteve resposta. Viu na terra pegadas do mesmo tamanho do pé da irmã. Gisele as seguiu e parou abruptamente quando percebeu que as pegadas levaram-na para a floresta.

Reunindo toda a sua coragem ela deu um passo à frente e olhou para os lados. A floresta tinha galhos afiados que pareciam garras e a luz do Sol não pegava em alguns pontos, o que fazia com que aquela trilha parecesse a de um filme de terror.

Até que Bianca apareceu correndo e pulou em cima dela.

-O que deu em você? Sumir desse jeito sem mais nem menos!

-Desculpe, eu achei que tinha visto uma cachorrinha.

-Uma cachorrinha? - perguntou Gisele. Neste momento veio uma cachorrinha correndo, fofa demais, toda peludinha e branquinha.

-Que coisa fofa! - disse Bianca - Podemos ficar com ela?

-Acho que não, vamos voltar para casa amanhã, sei que não podemos levá-la para o apartamento na cidade. Mamãe não vai deixar.

Mas Bianca estava tão apaixonada pela cachorrinha que a irmã até sentiu dó daquele bichinho abandonado na floresta. As duas voltaram para casa e perguntaram para a mãe se poderiam ficar com o animal. A mãe de primeira não deixou, mas depois concordou vendo como as filhas ficariam felizes. A alegria pode ser encontrada até nos cantinhos mais escuros e sombrios. 

***

Participo do projeto:
Beijos... Samantha Culceag.

11 comentários

  1. Gostei de seu conto, mas sua página é muito pesada. Demoro a me encontrar nela.

    ResponderExcluir
  2. Samantha!
    Linda a forma como escreveu seu mini conto, demonstrando sentimentos perpétuos.
    Parabéns!

    Que seu final de semana seja esplendoroso!!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
  3. Cachorros alegram a casa sempre! E quem tem um coração mole, acaba aceitando.
    Que lindo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito do teu miniconto. É bom saber que tudo acabou bem nessa linda história. Os animais de estimação super alegram uma casa de bem,eu tenho um cachorrinho que já é mais cãozinho do que cachorro,ele tem quatro aninhos. Eu super adoro ele. Muitos beijinhos,desejo-te uma excelente semana,muito sucesso e muita paz!!

    ResponderExcluir
  5. Samantha, ficou lindinho o seu conto e
    Fiquei feliz que a cachorrinha encontrou um lar e carinho
    Linda inspiração!!
    Beijinhos mil de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  6. Que conto mais fofo! Eu adoro cachorros e me identifiquei! bjs e boa semana,

    ResponderExcluir
  7. Que linda e doce tua inspiração e até a mãe se deixou levar pela cachorrinha! Final feliz! beijos,chica

    ResponderExcluir
  8. Olá, querida
    Concordo plenamente de que a felicidade vem inesperadamente de onde menos esperamos!!!
    Seja muito feliz e abençoada!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  9. Samantha é tão gostoso ler seus contos. Ele me fez lembrar de uma passagem com minha irmã mais nova que encontrou uma gatinha, era um filhote e sem que eu percebesse levou para casa.
    Sabia que papai não ia gostar, pois a gente já tinha cachorro, gato e papagaio. Imagina mais uma gato.. Minha irmã pegou a gatinha mostrou para o papai e não abriu a boca e aí papai se rendeu a carinha de anjo dela e disse: Mais uma Uma? E assim a família aumentou e o seu nome ficou esse mesmo "Mais uma".
    Obrigado por sua participação !
    Beijos no seu coração!

    ResponderExcluir
  10. Querida Samantha (xará! rs)

    Sou escritora e conheci seu blog através da sua mãe, Elis, e ela me contou que você também gosta de escrever :)

    Não pude deixar de conferir seu mini conto e achei uma graça! Parabéns, a mensagem transmitida é muito verdadeira... a alegria pode, realmente, ser encontrada até mesmo nos cantinhos escuros e menos promissores :)

    E a felicidade... essa sempre pode ser encontrada dentro de nós!

    Beijos e muito sucesso para você!

    Samanta Holtz
    www.samantaholtz.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, vou adorar saber sua opinião!
Tem um blog? Após seu comentário deixe o link para que eu possa retribuir.
*Não serão retribuídos comentários como "gostei" e "legal", leia a postagem antes de comentar!