Desafio da Tradição

Olá amores!

O mês de Maio está chegando e esse é considerado o mês das noivas. Acredito que vocês conheçam a tradição que diz: "Num casamento, devemos usar uma coisa nova, uma coisa velha, uma coisa emprestada, uma coisa ganhada e uma coisa azul", não é?

Pois nós somos "noivas leitoras" apaixonadas por livros e nos próximos 45 dias participaremos de um "casamento literário coletivo"!! Nesse pacto, o Desafio é selar nossa paixão lendo um livro novo, um livro velho, um livro emprestado, um livro ganhado e um livro de capa azul.


Conheçam as participantes do Desafio da Tradição
e vejam os livros que cada uma delas escolheu:

Cida Oliveira - Moonlight books
Chrys Audi - TLM
Elis Culceag - Arquivo Passional
Giulia Ladislau - TLM
Jaqueline Silva - Meu livro, meu mundo
Luara Cardoso - Estante Vertical
Paty Souza - Leituras da Paty
Samantha Culceag - Só para menores
Sara Bertti - TLM

Querem saber quais foram minhas escolhas?

Novo - De Repente Acontece
Depois que li o livro "Tipo Destino" da Susane Colasanti, decidi ler outras obras dessa mesma autora. Quando topei participar do desafio, pensei que essa seria uma ótima oportunidade para ler "De Repente Acontece", que é um lançamento!

Velho - O Ladrão de Raios
Okay, okay, esse livro nem é tão velho assim, mas levando em conta que eu tenho doze anos e que ele foi lançado em 2005, posso considerá-lo velho! Estou curiosa para ler por causa dos filmes e por ser do Rick Riordan (mesmo autor das Crônicas dos Kane).

Emprestado - A Última Música
Peguei emprestado da minha mãe, ela é fã do Nicholas Sparks. Admito que sempre quis ler alguma coisa desse autor e agora é a minha chance. Assisti o filme e gostei bastante da história, o livro deve ser bem melhor!

Ganhado - Kiki Strike: A Tumba da Imperatriz
Já vai fazer um ano que ganhei esse livro e ainda não tomei vergonha na cara para ler, ele é o segundo de uma série (não li o primeiro ainda), mas cada livro tem uma história diferente. Ele me chamou atenção pelo fato de ter um pouco de mitologia egípcia, que é a minha preferida!

Capa Azul - A Seleção
Depois de ler mil resenhas positivas, a garota aqui decide ler o livro! Agora que ele está dentro do Desafio não tem desculpa pra "deixar para depois"! Coloquei ele na categoria "capa azul", mas poderia entrar também em "capa linda" se tivesse essa categoria.

***
Vocês são nossos convidados especiais para acompanhar cada etapa desse desafio, conferindo as resenhas dos livros escolhidos e a postagem de encerramento que será realizada no dia 30/05.

Obs: Se você gostou e deseja fazer esta Tag, pode, só não esqueça de dar os créditos, incluindo em sua postagem o banner acima, com o nome dos blogs que lançaram o Desafio.

Beijos... Samantha Culceag!
Leia mais...

{Resenha} Contos de Fadas Sangrentos

Rosana Rios * 80 páginas
2013 * Farol Literário
Todos nós conhecemos os contos de fadas da Chapeuzinho Vermelho, A Bela e a Fera, Cinderela, João e Maria, etc... Essas histórias são contadas de geração a geração, mas também existem outras histórias, tão antigas quanto essas, mas um tanto... Sangrentas. Elas já foram esquecidas pela maioria, por medo de achar que seus filhos ficariam mais "violentos" se as escutasse, mas assim como os contos de fadas mais populares, essas histórias passam mensagens muito importantes e valem a pena serem lidas!

Pensando nisso, a escritora Rosana Rios criou este livro, reunindo e reescrevendo cinco contos sangrentos que a maioria das pessoas (eu estou inclusa) não conhecem.

O Noivo Ladrão fala de uma jovem que ficou noiva de um ladrão que mata mulheres para comer. O Estranho Pássaro é a história de um feiticeiro que sequestra crianças. O Filho Perdido é sobre um cozinheiro que fingiu matar o filho da rainha por ganância. O Pássaro de Fogo mostra a busca de um príncipe por um pássaro que vai fazer seu pai mais feliz. Sob o Junípero é a história de uma madrasta malvada que matou o enteado por maldade.

O meu conto preferido foi "O Filho Perdido", essa é a maior história do livro e a mais detalhada, é incrível como o jovem príncipe é teimoso e como isso o meteu em muitas enrascadas, aposto que ele aprendeu umas boas lições!

A diagramação está lindaaaa, amei a capa, as folhas são mais durinhas, um capricho de livro. Em todo começo de história tem uma ilustração e no meio também, a gente para e fica olhando o desenho por no mínimo 1 minuto, é tipo hipnose.

No final do livro há uma página só para bibliografias, dá para ver que a autora pesquisou bastante, todas as versões destas histórias! "Contos de Fadas Sangrentos" é um livro para gente que adora contos de fadas com uma pitadinha de sangue.

Recomendo!
Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...

Mensagem da Sá #5

Fonte da Imagem

Me lembro vagamente da garotinha que ganhou seu primeiro diário. Me lembro que ela escrevia errado com letra de forma e pulava linha. Me lembro que como um "Meu dia foi bom" era o suficiente na época, e às vezes desejo que ela fosse mais detalhista.

Lembro da época quando ela começou um caderno de histórias e aos poucos trocou o lápis por caneta e uma folha por duas. Sei que ela queria tanto terminá-lo, mas nunca conseguiu.

Me lembro dessa garotinha quando fez um blog, ficou com um sorriso no rosto. Me lembro de quando ela entrava no orkut e mandava gifs para seus amigos.

Essa garotinha cresceu, seus diários ficaram gordos, ela trocou o caderno pelo computador e seu blog cresceu. Sua profissão dos sonhos mudou e suas metas também.

A garotinha não é a mesma por fora, e outra completamente diferente por dentro. Talvez nem seja tão "garotinha" hoje em dia.

As pessoas mudam para melhor, mas nada seria possível se a gente não arriscasse lá no começo, quem disse que o blog ia dar certo? Quem disse que ela ia acabar um diário? Quem disse que ela ia acostumar a usar caneta? Quem disse que ela seria feliz?

A garotinha foi corajosa e a garota na qual ela se transformou agradece.
Até mais... Samantha Culceag.
Leia mais...

{Filme} Ponte para Terabítia


Sinopse: Jesse é um garoto sonhador e sem amigos até conhecer Leslie. Ela desperta nele um mundo completamente diferente e juntos criam o secreto Reino de Terabítia. Lá, terão que enfrentar criaturas fantásticas provando que nada é impossível. Prepare-se para encontrar mais do que você jamais imaginou nessa emocionante aventura produzida pela mesma equipe de efeitos especiais de King Kong e O Senhor Dos Anéis.
Duração: 95 minutos (1 hora e 35 minutos)
Gênero: Aventura
Direção: Gabor Csupo
Ano: 2007
Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

***
Faz muito tempo desde a primeira vez que vi esse filme, e depois de tantos anos ele continua me emocionando profundamente.

O filme conta a história de Jesse, um garoto que tem o sonho de se tornar o mais rápido da sala, ele estava conseguindo até a chegada de Leslie, sua nova vizinha que ganha do garoto em uma corrida. No começo os dois não se falam muito, mas com o tempo se tornam bons amigos.


Um dia eles descobrem, perto de suas casas, um córrego com uma corda, Leslie começa se balançar lá e acaba do outro lado. Quando Jesse vai atrás dela, a menina propõe que eles façam daquele lugar um mundo só deles. Então, juntos criam Terabítia, um lugar mágico cheio de guerreiros, vilões e onde tudo é possível na imaginação.


A primeira coisa que tenho a dizer que os atores são ótimos, adorei a interpretação principalmente da Leslie, as características dessa personagem também me agradaram bastante.

Adorei o fato de Terabítia ser um mundo criado na imaginação deles, foi por esse motivo que se tornou especial para os personagens.

Os efeitos do filme são bem legais (levando em consideração que ele é de 2007), gostei de saber que é a mesma equipe que fez os efeitos maravilhosos de "O Senhor dos Anéis".

Muitas pessoas dizem que queriam uma continuação para o filme, sou uma delas, apenas um pequeno fato impediu isso. De qualquer forma recomendo bastante, vale mega a pena!

Um pouco de Terabítia:

Me indiquem nos comentários filmes de aventura e fantasia, eu amo esses gêneros e quando gosto da história revejo muitas e muitas vezes!

Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...

{Resenha} Cidade dos Anjos Caídos

2011 * Cassandra Clare
364 páginas * Galera Racord
Depois da batalha contra demônios que ocorreu em Idris, o país dos Caçadores de Sombras, Clary volta para Nova York para começar seu treinamento de Caçadora de Sombras, ficar ao lado de Jace e ver a mãe se casando. Tudo está bem até membros do submundo começarem a ser encontrados mortos pela cidade.

Além disso Clary passa por outro problema, Jace está se afastando dela cada vez mais, e o pior: sem dar explicação alguma.

Quem estaria os matando os membros do submundo? Com que objetivo?
Clary conseguiria resolver seu problema com Jace?

Mais luta, mais romance, mais problemas, mais suspense. Esse quarto volume da série arrasou, não me deixou dormir cedo e fez com que lesse o livro com  muita rapidez, ele superou os outros (e olha que é o menorzinho).

Acho que essa escritora pensa que nascemos para ler apenas os livros dela, só pode, sabe quando você não consegue dar uma pausa nem para beber água ou ir ao banheiro? Aí você lê metade do livro em uma noite só para sair do suspense, chega na última folha e percebe que não tem final por que fica muuuuuuuuito mistério para o próximo volume. Como lidar com isso?

No começo, a narrativa é mais lenta, mostra um pouco da Clary em Nova York quando a garota volta na sua rotina normal, mas isso são só os dois primeiros capítulos, depois a narrativa fica mais agitada.

Nem deu para perceber que a série era para ser uma trilogia e a autora estendeu, não ficou repetitivo nem cansativo, é como se desde o começo fosse para ser seis livros.

O que gosto na ambientação dessa série são as descrições dos lugares, parece tudo tão fantástico e nos sentimos lá dentro, acho que depois dessa série vou poder andar em Nova York sem mapa.

Nesse livro apareceram vários personagens novos. Camille, é uma vampira que quer ser a líder dos vampiros de Nova York, tomando o lugar de Raphael, gostei bastante dessa personagem (meio vilã, meio inocente). Também tem Lilith, a primeira demônio que surgiu na Terra, essa sim é uma vilã poderosa aliada de Valentin. E o Jordan, um licantrope (do bem felizmente) que foi ex-namorado de Maia. Todos eles tiveram papéis muito importantes na história!

Gostei também que a Maia, minha personagem preferida, apareceu mais vezes nesse livro e acho que vai continuar assim nos dois últimos (que aliás quero ler logo). Sério, não vou aguentar até maio para ler o fim dessa história.

Cassandra Clare está de parabéns como sempre, por criar um mundo tão fantástico como esse!
"As pessoas são diferentes (...) Não significa que sejam mais felizes do que você..."
Recomendo e é claro, entrou para os meus favoritos!
Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...