{Playlist} Descobertas

Fonte da Imagem
Hey pessoal!
Quem aí gosta de música? Decidi separar as minhas últimas descobertas para vocês! Talvez alguns já conheçam essas músicas há séculos, mas elas entraram na minha playlist recentemente! Aproveitem no último volume!

1- The Night - Avicii



Como não se mexer ouvindo essa música? Além do ritmo ser perfeito, a tradução também é maravilhosa e inspiradora (leia aqui), me apaixonei de cara por ela e nunca mais parei de ouvir, é minha escolha quando ficar animada e inspirada!

2- Wild - Troye Sivan



Essa é uma música mais lenta, mas que tem uma batida legal, é daquelas que a gente inventa de cantar junto (mesmo não sabendo a letra nem a língua), gosto de ouvi-la nos transportes (carro, ônibus, avião, etc).

3- Eez-eh - Kasabian



Essa foi recomendação da minha amiga Mari, que é apaixonada por essa banda e até foi em um show deles, ainda não sou fã, mas gosto de todas as músicas de "Kasabian" que eu ouço, essa é a minha predileta!

4- Immortals - Fall Out Boy



Essa música fez parte da trilha sonora do filme "Operação Big Hero", uma animação que eu adoro! Encontrei a música por acaso na internet, na verdade, estava ouvindo um outro som da banda: "Centuries", recomendação da Jheniffer, minha outra amiga. Curti muito as duas canções e elas entraram para a minha playlist!

5- White Tiger - Our Last Night



"Our Last Night" é minha banda preferida no momento, fiz um post aqui no blog falando deles na coluna "Ícone Musical", os covers deles são perfeitos, assim como as músicas autorais, essa me conquistou totalmente, me sinto determinada quando ouço ela.

***
E aí? Gostaram?
Beijos... Samantha Culceag :)
Leia mais...

A Netflix é viciante!

Heeeeey pessoal!
Alguns meses depois de Samantha Culceag descobrir que a ETEC suga toda a energia de uma pessoa... Ela encontrou um tantinho de força de vontade e se agarrou a ela para escrever esse post!

Fonte da Imagem

Nos últimos meses eu fiz 15 anos, iniciei meu TCM (Trabalho de Conclusão de Módulo) do Curso Técnico de Meio Ambiente, terminei o curso de Espanhol (foram 3 anos), li alguns livros, tive ideias para novas histórias mas não terminei nenhuma (quem sabe não escrevo alguma nessas férias...) e arranquei dois dentes do siso que nem tinham nascido ainda.

E para o meu retorno aqui no "Só pra Menores", vou fazer uma lista com tudo que eu comecei a assistir na Netflix em duas semanas de assinatura (hehe) e o que eu estou achando! Vamos lá!

1- Gossip Girl



"Gossip Girl" é um seriado famoso que eu nunca tinha tido vontade de assistir antes de assinar a Netflix, mas, recebi a indicação e pensei "não tenho nada melhor para fazer mesmo...". Logo de cara, já fiquei entretida no meio da briga de gato e rato de Serena e Blair, sem entender como as duas conseguem do nada virarem amigas, deixarem de ser amigas e depois agir como se nada tivesse acontecido. É claro que, como a curiosa que eu sou, estou querendo saber quem é a Garota do Blog, que fofoca sobre todas as pessoas (essa sabe de tudo, hein, ou ela está em todo lugar ou ela tem várias fontes, tenho meus palpites). Também senti raiva de alguns personagens, torci por outros e comecei a shippar Serena e Dan Humphrey, embora tenha o pressentimento de que eles não vão ficar juntos no fim.

2- Reign



Minha mãe já conhecia e assistia a esse seriado, mas quando minha amiga Mari começou a ver, ficou loucamente viciada e não parou de falar nele, então decidi começar a ver também, para me viciar igualmente e para podermos comentar uma com a outra os episódios (mas eu demoro demais para ver, ainda estou no quinto episódio e ela, na segunda temporada). Adorei a história, que por sinal, se passa no século XVI e tem como personagem principal, Mary Stuart a rainha da escócia. O seriado é baseado em fatos, Mary realmente existiu e governou a Escócia. Na primeira temporada, a trama se desenvolve no período em que Mary morou no palácio de Francis, príncipe da França e seu noivo desde a infância. Muitas conspirações envolvendo relações entre personagens e entre reinos estão presentes na série.

3- Supernatural



Quando eu era pequena meus pais faziam maratona de "Supernatural" e eu assisti alguns episódios com eles, mas não me lembro de nada, então decidi que precisava ver tudo de novo. O seriado é exatamente como eu imaginei que seria, não me decepcionei, os irmãos Dean e Sam, caçam e matam criaturas sobrenaturais que estão atormentando a vida das pessoas ou matando-as, o ritmo é de um caso por episódio enquanto os dois procuram o pai deles que está desaparecido há semanas.

4- Teen Wolf



Tinha assistido "Teen Wolf" até a terceira temporada (a melhor) e comecei a ver a quarta, mas por conta da escola abandonei a série, quando vi que tinha na Netflix não pedi a oportunidade e continuei a rever a partir da quarta temporada. A série está boa, mas ela mudou bastante desde a saída de alguns personagens, alguns fiquei feliz ao ver sair, outros nem tanto, mas os meus preferidos continuam (Stiles, Lydia e Kira). A história da quarta temporada é menos confusa que as outras e mais empolgante, mas vai ter que ser ainda melhor para superar o gran finale que a terceira temporada teve.

5- Gilmore Girls



Comecei a assistir "Gilmore Girls" por acaso, minha mãe (maior recomendadora de séries do mundo) a encontrou por acaso, vasculhando o maravilhoso mundo da Netflix e me chamou para assistir junto com ela (não sei se foi de propósito já que a série fala da relação de uma mãe e de uma filha ou se isso foi coincidência). Confesso que não botei muita fé no seriado, mas assim que começamos a ver me apaixonei e me identifiquei um pouco com a personagem principal (a filha).

***
Comentem à vontade, mas por favor, sem spoilers!
Beijos... Garota do Blog. Brincadeira! Samantha Culceag.
Leia mais...

Poema: Heróis

Hey pessoal!
Hoje trago um poema que eu escrevi para a aula de Literatura da escola, espero que gostem!

Fonte da Imagem

Heróis

Nem sempre têm uma vida longa
Muito menos vida confortável
Podem vestir suas capas luxuosas
E salvar o mundo inaceitável

Algumas vezes são anônimos
Não recebem nenhuma gratidão
Em outras, estão sob holofotes
E tem como fãs, a multidão

Podem ser anti-heróis
Um meio termo entre bem e mal
Podem ser justiceiros
Só querem a justiça, afinal.

Eles podem entrar pra história
Ou cair no esquecimento
Podem estar sobre um pedestal
Com algum reconhecimento

Há também os heróis reais
Que sem máscara ou armadura
Enfrentam o mundo problemático
E encaram qualquer altura

E agora eu me pergunto...
O que define o heroísmo?
O dicionário diz coragem
A sociedade, puro altruísmo

Altruísmo? Ausência de egoísmo
Egoísmo? Tendência individual.
Sejamos então, heróis num todo.
Melhorando o mundo conflitual.

**********
Beijos... Sam Culceag.
Leia mais...

{Saga da ETEC} Primeira Semana de Aula

Hey pessoal!
Estou aqui com o segundo post sobre a ETEC (ebaaaa), dessa vez para falar como foi minha primeira semana de aula numa Escola Técnica!!!


Dia 11 de fevereiro eu acordei 5h20 da manhã sem sono algum (o que foi bem surpreendente para alguém que só dormiu três horas), tomei meu café, descobri que não tenho fome tão cedo, e fui para escola.

Chegando lá, fomos para um auditório, onde ficamos ouvindo os professores se apresentarem. Depois do intervalo, teve uma espécie de dinâmica bem esquisita, os professores amarraram a gente pelos pulsos um do outro, fazendo um círculo de alunos e nos levaram para conhecer a escola todos amarrados, não foi muito legal pois eu suei muito, mas pelo menos conheci a menina com quem fiquei amarrada na mão esquerda, na mão direita era minha amiga. Fomos até os laboratórios, também passamos pelo jardim de inverno da escola, mas não conheci todo o espaço.

O segundo dia de aula também foi composto por dinâmicas, fomos até o auditório com um professor, primeiro fizemos uma roda e demos as mãos, depois soltamos e andamos cada um para um lado, paramos e demos as mãos para as mesmas pessoas de antes, o que foi bem difícil, já que todo mundo estava amontoado no meio do auditório. Então veio o maior desafio: desfazer os nós se soltar as mãos até chegarmos ao círculo novamente. Depois nos dividimos em grupos e ganhamos do professor umas palavras embaralhadas e a gente teve que montar uma frase e criar um seminário ou uma peça de teatro sobre o tema da frase. Meu grupo ia fazer um seminário, mas quando os outros grupos começaram a apresentar, vimos que as ideias deles estavam bem melhores, então improvisamos uma mini peça de teatro nos últimos minutos e ficou muito legal!

No terceiro dia finalmente descobri quem realmente era da minha sala, até então as salas estavam misturadas! Foi nesse dia que começaram as aulas de verdade, sentamos na cadeira, abrimos o fichário, fizemos muitas apresentações e anotamos as bases tecnológicas de muitas matérias.

Como fiquei o dia inteiro na escola (das sete às quatro), levei marmita e a fila estava gigante, fiquei 20 minutos em pé esperando para esquentar meu almoço, mas deu tempo certinho (tenho uma hora), estou gostando de levar marmita!

Nessa quinta feira (dia 25) teremos a Acolhida, que é uma espécie de festinha de boas-vindas para nós, alunos do primeiro ano, o tema da festa será "fantasia", haverá shows preparados pelos alunos mais velhos e café da manhã. Se eu conseguir um bom material (fotos, fatos interessantes...), talvez faça uma postagem, mas não está nada certo.

***
Por hoje é só! As aulas de vocês já começaram?
Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...

Shadowhunters - Primeiras Impressões

Hey pessoal!
Shadowhunters foi lançado há um tempinho, mas só agora decidi falar dessa série com vocês! Estava mega ansiosa para assistir os primeiros episódios, para ver o universo da Cassandra Clare adaptado novamente! Bem, é impossível falar dessa série sem compará-la com o filme e vou deixar bem claro que eu gosto do filme, tirando o final, as coisas até que foram legais. Shadowhunters me deixou bem animada!


Sobre o Elenco: O elenco de Shadowhunters não é ruim, mas alguns personagens poderiam ser melhores interpretados, não gostei muito do Jace (Dominic Sherwood), não é nem pelo ator, é pelo fato do personagem estar apaixonado demais, cadê o Jace frio, que ama apenas a si mesmo e se acha o melhor? O Magnus eu acho que prefiro o ator da série (Harry Shum Jr.), quando vi as fotos do ator confesso que não achei ele muito parecido com o Magnus, mas a sua atuação mudou tudo e ele virou o Magnus perfeito, primeiro pensei "ué, cadê os olhos de gato?", mas depois me toquei que na série os olhos só aparecem quando ele faz magia, okay então.

A Clary do filme (Lily Collins) me agradou muito, para falar a verdade nem liguei muito pra cor do cabelo dela que é muito escuro para a Clary, mas o cabelo da Katherine McNamara (atriz da série) tá muito claro haha, tá difícil acertar a tintura, né? O Alec (Matthew Daddario) e a Izzy (Emeraude Toubia) da série ficaram bons nos personagens, foram aprovados! Os dois Simons (Alberto Rosende da série e Robert Sheeran do filme), na minha visão, fizeram atuações parecidas, ambos ficaram iguais ao Simon dos livros, então eles empatam.

Não poderia deixar de citar um personagem que apareceu na série e não apareceu no filme: Raphael Santiago (David Castro), cara, eu adoro o Raphael nos livros (principalmente nas Cronicas de Bane, quando descobrimos como ele virou vampiro). Uma característica bem marcante do personagem é o fato dele saber falar espanhol, principalmente "Dios" (o Simon pensou que vampiros não podiam falar Deus e o Raphael provou, em grande estilo, que eles podem), mas na série ele falou "God" e ainda estou esperando o espanhol aparecer em algumas palavrinhas. Soube que o ator é da América Latina e estava no México gravando um filme, ele confessou que quer aprender a língua, pronto produção, umas aulas de espanhol e teremos um Raphael perfeito!

Sobre Camille Belcourt (Kaitlyn Leeb), ainda não vi muito da personagem nela, mas é porque  ela apareceu (e reinou) em uma cena que não era dela, mas existirão muitas outras oportunidades da Camille ser a Camille que realmente conhecemos, ela é uma personagem bem poderosa e pelo que falou, parece que vai se encontrar com o Magnus (é um palpite), será que teremos cenas deles juntos?

Sobre o Enredo: A série está indo até que bem, eles adiantaram umas coisinhas, mudaram alguns personagens, o Instituto está muito estranho (gente, aquilo parece um laboratório de cientistas, não gostei)... Mas tirando essas coisas estou vendo uma boa coerência com o livro.

O fato dos roteiristas terem trazido alguns personagens mais cedo do que eles aparecem nos livros, pode dar uma oportunidade de criar cenas novas e coisas diferentes, não me importo com cenas que não tem nos livros, contanto que não mudem muito a história original por conta disso. Um exemplo é Harry Potter, algumas cenas foram criadas especialmente para a adaptação e ficaram boas, a história se manteve com alguns cortes, mas eu gostei, o fato de Shadowhunters ser uma série, pode diminuir cortes e trazer novidades, afinal, o universo dos Caçadores de Sombras é bom demais e merece ser explorado.

Assisti até o episódio quatro e já falei sobre tudo isso, mas quando a primeira temporada acabar vou fazer outro post dando uma geral. Espero que daqui para a frente o que está errado se acerte, que os efeitos melhorem e que a série faça sucesso, eu quero ver "Cidade das Cinzas" adaptado, é meu livro preferido! Tem também muitas outras cenas incríveis dos outros livros e vai ser o máximo vê-las na TV, quem aí está querendo ver o Sebastian? Cara, mal posso esperar!

Contem nos comentários em que séries vocês estão viciados!
Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...