Correio da Sá #12

Hey pessoal!
Preparados para conferir os últimos livros que ganhei e comprei?
Vamos lá!

Comprei


Comprei o livro "Maus" para uma atividade da escola, custou R$30,00. Já li e adorei, foi minha primeira experiência com HQ e com um livro sobre a Segunda Guerra Mundial!

Ganhei


Esse livro eu recebi da Editora Única para resenhar lá no Arquivo Passional (resenha aqui). A capa é muito linda e eu adorei conhecer a Mitologia Nórdica!
***


Esses dois livros são da autora Karen Soarele, ela enviou para resenha. "Línguas de Fogo" é a minha atual leitura, estou amando! Os livros vieram autografados!
***


A Irene do blog Saleta de Leitura me mandou esse livro para ler e resenhar no seu blog. Achei a trama muito boa e criativa!
***


Recebi da Editora Melhoramentos, é um livro histórico maravilhoso que se passa num período entreguerras! Resenha no Arquivo Passional.
***


Recebi da Editora Novo Conceito e também resenhei no Arquivo Passional. Esse livro fala sobre temas fortes como bullying e suicídio, mas também tem bastante mistério, eu recomendo!
***


"Da Ordem ao Caos" foi enviado pela Editora Farol Literário (resenha aqui), esse é um livro bem difícil de largar antes de terminar a leitura, ele me deixou bem curiosa!
***

Bem pessoal, foi isso, espero que tenham gostado das fotos!
Já leram ou querem ler algum desses livros?
Comentem! Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...

{Foi pra Lista} Lançamentos Literários de Maio/Junho

Hey pessoal!
Prontos para conferir todos os livros bacanas que entraram nos meus desejados nesses últimos dois meses?

Maio


Livro: Lobos de Loki
Autor(a): K. L. Armstrong, M. A. Marr
Editora: Rocco Jovens Leitores

Sinopse: Aos 13 anos, Matt Thorsen, não dava muita importância ao fato de ser um dos descendentes de Thor, o deus do Trovão. Até porque, na pequena Blackwell, a maior parte da população é descendente de deuses. Mas, quando as runas revelam que o Ragnarok – uma batalha capaz de provocar o fim do mundo – está próximo, Matt se vê obrigado a cumprir um destino pelo qual ele não esperava e embarca numa incrível aventura para salvar o mundo, com a ajuda dos primos Fen e Laurie, descendentes do deus Loki. Repleto de ação, fantasia e reviravoltas, Lobos de Loki é um início arrasador para uma saga única.

Eu sempre achei a mitologia nórdica meio complexa, mas ela é muito criativa e cheia de detalhes, por isso me interessei por esse livro!

***

Livro: Gatos - O Livro de Colorir
Autor(a): Marjorie Sarnat
Editora: Galera Record

Sinopse: Com ilustrações criadas especialmente para os entusiastas de felinos, Gatos: O livro de colorir tem estampas ricas em detalhes e é repleto de possibilidades artísticas. Uma válvula de escape para um mundo repleto de corações, motivos floridos, diferentes texturas e, é claro, gatinhos. É só escolher seu local da casa e suas cores favoritas, e esquecer os problemas que tiram seu sono. Aqui não há regras: siga sua imaginação! Relaxe, inspire-se com os bichanos e crie um deslumbrante universo!

Eu não poderia ficar por fora dessa moda de livros de colorir, me apaixonei perdidamente por esse aí (amoooo gatos), pretendo comprar!

***

Livro: A Canção de Alanna
Autor(a): Tamora Pierce
Editora: Única

Sinopse: A coisa que Alanna mais quer no mundo é ser uma guerreira extraordinária, que vença batalhas e consiga ajudar as pessoas. Ela só tem um problema: no reino de Tortall, meninas não lutam, ou melhor, não fazem quase nada. Então, para realizar seu sonho, ela deve arriscar a própria vida tornando-se Alan de Trebond. Esta é sua primeira aventura, e pode ser a última caso ela não seja forte o bastante para superar as próprias limitações e controlar sua magia, que é mais poderosa do que a maioria das pessoas pode suportar. Para piorar, Alanna é a única capaz de combater o mal que se abateu sobre o reino de Tortall. Está em suas mãos salvar o herdeiro do trono e derrotar os seres milenares que habitam a terrível e amaldiçoada Cidade Negra. O fracasso não é uma opção. Sua grande batalha já começou. Ela pode morrer, ou pior: perder a própria alma para sempre!

Uma guerreira mulher? Até parece que um livro desses não entraria para os meus favoritos, ainda mais por ser de fantasia!

Junho

Livro: O Gigante Enterrado
Autor(a): Kazuo Ishiguro
Editora: Companhia das Letras

Sinopse: Uma terra marcada por guerras recentes e amaldiçoada por uma misteriosa névoa do esquecimento. Uma população desnorteada diante de ameaças múltiplas. Um casal que parte numa jornada em busca do filho e no caminho terá seu amor posto à prova - será nosso sentimento forte o bastante quando já não há reminiscências da história que nos une?

Assim que vi esse livro fiquei encantada pela capa, achei essa árvore tão linda, a história também é bem interessante!

***


Livro: Isla e o Final Feliz
Autor(a): Stephanie Perkins
Editora: Intrínseca

Sinopse: Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito d
epois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.
Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora, Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais.

Tenho os dois primeiros livros e ainda não li, mas ouvi dizer que são muito bons, agora só falta esse para completar minha coleção!

***
Gostaram de algum desses lançamentos?
Comentem! Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...

{Resenha} O Diário de Anne Frank

Otto H. Frank e Mirjam Pressler
1982 * 378 páginas

“O Diário de Anne Frank” foi escrito entre 12 de junho de 1942 e 1 de agosto de 1944, nessa época o mundo estava passando pela Segunda Guerra Mundial e os judeus estavam sendo caçados pelos nazistas e enviados a Campos de Concentração para trabalhos forçados ou para morrerem em câmaras de gás.

Anne Frank era uma judia alemã, porém vivia na Holanda com seus pais e sua irmã Margot, a garota começa um diário quando o ganha no seu aniversário de 13 anos, nessa época as coisas ainda vão bem para ela, mesmo que seu país esteja em guerra, ela continua indo para a escola e se divertindo com seus amigos. Tudo muda em 9 de julho do mesmo ano, quando a família Frank tem que se mudar para um esconderijo secreto no prédio do escritório onde o pai de Anne trabalhava, o motivo foi a notificação que Margot recebeu do governo, sinal de que ela iria acabar num Campo de Concentração.

Anne se refere a esse esconderijo como Anexo Secreto e não são apenas eles que estão se escondendo lá, a família Van Daan também e mais tarde um dentista chamado Sr.Dussel se junta a eles, no total eram oito pessoas escondidas, que viviam brigando entre si.

Mesmo escondidos ainda havia perigo, antes das oito da manhã e depois das oito da noite eles não podiam fazer barulho nem usar a descarga pois o escritório já estava fechado e os vizinhos poderiam desconfiar de alguma coisa.

Anne Frank era uma adolescente como todas as outras, ela chorava, ria, respondia as pessoas, tinha crises de mal-humor, sonhos, perguntas e planos! Até mesmo se apaixonou. O que fez de Anne uma pessoa diferente foi sem dúvida as coisas pelas quais passou e a sua inteligência, que foi ficando cada vez maior no tempo em que viveu no Anexo Secreto. Anne gostava muito de estudar, principalmente árvores genealógicas de famílias reais e mitologia grega e odiava contas (igual a mim haha), no seu tempo livre (quando não estava limpando alguma coisa ou trabalhando para descascar alimentos) Anne permanecia lendo, estudando e escrevendo e não era só no seu diário, Anne também escrevia histórias e confesso que fiquei louquinha para ler alguma delas!

É claro que o livro teve umas partes chatinhas (acho que todos os diários tem, eles refletem a personalidade do dono e todos nós passamos por momentos em que não existe inspiração nenhuma), mas mesmo assim não consegui parar de ler, pois o jeito que Anne escreve é contagiante e bem fluído!

Se o seu objetivo é descobrir sobre a Segunda Guerra Mundial, esse não é o livro ideal pois Anne fala sobre sua vida no Anexo e não sobre a guerra, é claro que de vez em quando ela fala sobre o que está ocorrendo no mundo e dá suas opiniões sobre a política, mas somente a partir das informações que chegam ao Anexo. Mas, dá sim para aprender alguma coisa sobre a guerra, como por exemplo as dificuldades que os judeus passavam e todas as coisas que eles eram proibidos de fazer.

O melhor momento do "O Diário de Anne Frank" foi no final do livro, seus textos se tornaram mais tocantes, esperançosos e sonhadores! Infelizmente, o final é bem frustante, triste e me deixou com bastante raiva, mas como se trata de uma história real, não havia como ser modificado! Mesmo assim recomendo a leitura, é possível extrair diversas lições dela!

Recomendo o livro!
Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...

Mensagem da Sá #8

Fonte da Imagem

Há aqueles que esperam o amor, aqueles que não acreditam mais, aqueles que se apaixonam sempre, aqueles que nunca experimentaram se apaixonar, aqueles que sofrem com um coração partido, aqueles que acabaram de partir algum, aqueles que escrevem sobre o amor e aqueles que simplesmente não conhecem o termo.

Existem filmes de pessoas apaixonadas que acabaram por casar, pessoas que se apaixonaram por dois ao mesmo tempo e perceberam que sua primeira opção não servia de verdade, pessoas que cultivaram um amor pela vida, pelo mundo, pelo trabalho, pelo cachorro, pelo astro de rock que não sabe seu nome...

Tem aqueles que ficaram apaixonados pela mesma pessoa por mais de meio século, mas alguns tiveram uma paixão de uma semana. Enquanto alguns morrem de amor, outros salvam vidas em nome dele. Enquanto o casal briga e volta ao mesmo tempo, outra pessoa está curtindo a solteirice! Existem também amores não correspondidos e triângulos, quadriláteros, pentágonos, hexágonos, heptágonos e octógonos amorosos, nunca se sabe! E existem aqueles que continuam a amar mesmo depois do fim.

Tem aquela que é casada com vinte personagens literários e ainda arranja lugar no coração para alguns personagens de seriados (abafa). Tem aqueles que casam uma vez e casam outra vez anos mais tarde. Tem aqueles que falam "eu te amo" todos os dias e aqueles que não falam há um bom tempo.

O amor é o sentimento mais puro e mais forte que existe, é ele que aquece nossos corações! Não importa como, o importante é amar de uma forma saudável e ser feliz!

Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...

{Resenha} Cidades de Papel

Intrínseca * John Green
368 páginas * 2008
Q. (apelido de Quentin) é apaixonado por sua vizinha Margo mas nunca teve coragem de falar com ela. Certo dia, Margo invade seu quarto pela janela e pede a ajuda de Q., ela precisa dele para vingar-se das pessoas que ela pensava serem suas amigas, entre elas estão o namorado que a traiu, assim como sua melhor amiga.

De cara, Q. aceita a ajudar Margo (por motivos de amor), mesmo que para isso ele vá quebrar algumas leis. A noite corre maravilhosamente bem e Q. se sente feliz por estar passando um tempo com a menina que ama, ele sente que ela o considera especial (iludido).

Quando amanhece Q. percebe que Margo desapareceu e deixou poucas pistas sobre o lugar para onde foi. Com ajuda dos amigos Ben e Radar, Q. sai numa caça ao tesouro.
"É como uma promessa. Pelo menos esta noite. Na saúde e na doença. Na alegria e na tristeza. Na riqueza e na pobreza. Até que o sol nos separe."
Confesso que não achei a Margo tão maravilhosa como outros leitores, talvez por isso eu tenha me irritado com o Q. e a forma como ele fica correndo atrás dela o livro todo. Também não gostei do fato de Margo ter fugido e deixado pouquíssimas pistas, eu acho que a história ficaria bem mais interessante se houvessem mais pistas a serem analisadas.

O livro é dividido em três partes, a primeira e a terceira são as melhores, mas não curti muito a segunda.

A narrativa do John Green me deixou viciada, quando comecei a ler não queria parar por nada, uma característica que esse autor tem e que eu admiro muito é o uso de metáforas no seu texto, eu adoro e sempre paro para refletir sobre o que ele disse, o melhor ainda é que o livro não fica chato nem monótono, pelo contrário, as metáforas contribuem para uma história ainda mais interessante!

Uma mensagem legal que o livro passa, tem a ver com o amor obssessivo do Q. pela Margo, muitas pessoas tem isso e sequer notam, não precisa ser necessariamente um namorado, pode ser um ídolo, um irmão mais velho, um ator... Quando uma pessoa gosta da outra obssessivamente, ela vê as qualidades, olha para a outra como se ela fosse perfeita, como se estivesse certa o tempo todo, mas na verdade essa pessoa tem muitos defeitos e conforme você vai conhecendo ela melhor, mais defeitos vem a tona, nesse livro essa "desilusão" não acontece apenas uma vez e fica bem clara para o leitor, adorei a forma como o autor falou sobre isso!

Agora só me resta esperar pelo filme, acredito que ele será bem melhor que o livro, confesso que fiquei viciada no trailer (a trilha sonora também está bem legal). Vale a pena ler "Cidades de Papel" é só não deixar suas expectativas muito altas.
"É muito difícil ir embora - até você ir embora de fato. E então ir embora se torna a coisa mais fácil do mundo."
 Beijos de papel... Samantha Culceag.
Leia mais...