{Resenha} Por Lugares Incríveis

Jennifer Niven * Seguinte
2015 * 336 páginas
Essa é história de Finch e Violet e de um amor que começou em cima de um murinho estreito a seis andares de altura, quando os dois estavam prestes a pular para a morte. Foi Finch que convenceu Violet a descer e depois ela disse que ele não deveria se entregar a tentação de pular e ele acabou descendo também.

Violet ainda está de luto pela morte da irmã mais velha que aconteceu há alguns meses atrás, ela nunca mais foi a mesma nem deu sorrisos verdadeiros, além de seu talento de escritora ter ido por água abaixo junto com a revista online que ela mantinha com a irmã. Finch muda de personalidade o tempo todo e é o esquisito da escola, além dele ser muito depressivo, ter uma família desunida e aguentar visitas semanais para a casa do seu pai super violento.

Um trabalho escolar une os dois, em dupla, terão que visitar os lugares mais incríveis de Indiana, (o estado deles) sempre deixando marcas por onde passam. Será que esse amor fará os dois mais felizes? O que aprenderão com essa aventura? Eles encontrarão um motivo para viver?
“(...) existem lugares que precisam ser vistos. Talvez ninguém nunca vá até lá nem valorize esses lugares nem se dê o trabalho de pensar o quanto são importantes, mas talvez até o menor deles tenha algum significado. Se não tiverem pros outros, talvez tenham para a gente.”
“Por Lugares Incríveis” é um livro viciante que você não consegue largar até chegar ao fim, a narrativa em primeira pessoa é fácil e fluida, ela é alternada entre os personagens Violet e Finch que deixam o leitor curioso, feliz, triste, ansioso, apaixonado e de muitas outras formas.

Quem ama diálogos inteligentes e citações (assim como eu) vai amar os personagens dessa história, as conversas deles são cheias de pensamentos meio filosóficos, meio loucos, sinceros, depressivos e divertidos, além deles citarem algumas pessoas. Nem preciso dizer que eu amei os dois, mesmo quando estavam em depressão.
“Ele toca guitarra em cinco ou seis bandas diferentes e, no ano passado, gravou uma música. Ele é meio... radical. Tipo, um dia veio para a aula pintado de vermelho da cabeça aos pés, e nem era dia de jogo. Falou para algumas pessoas que estava protestando contra o racismo e para outras que estava protestando contra o consumo de carne.”
A autora trabalhou bem esse tema de suicídio, ela mostrou todas as formas de evitar que isso aconteça e falou de como o ambiente familiar e a conversa são elementos importantes, também descreveu como uma pessoa prestes a se matar se sente. No fim do livro ela ainda colocou o telefone de lugares que trabalham com pessoas que tem pensamentos suicidas e recomendou que, se houver algum problema, o indivíduo procure ajuda.

A ambientação da história é muito perfeita, os lugares por onde os personagens passaram são bem legais (alguns existem mesmo e estão no final do livro junto com um mapa e uma breve descrição do que você encontrará por lá), minha cena preferida foi a visita que Finch e Violet fizeram à uma livraria que fica dentro de trailers, lá eles puderam comprar livros a um dólar (menos de três reais), fiquei morrendo de vontade ir até lá fazer umas comprinhas também.
“Você precisa de um baita tranco, não de um empurrãozinho. Você precisa retomar as rédeas. Ou vai ficar em cima do parapeito que construiu para si mesma para sempre.”
O final do livro é lindo, mas só depois de refletir um pouco, entendi o motivo da autora para escrevê-lo assim.

Recomendo essa viagem por lugares incríveis, você não vai se arrepender!
Beijos incríveis... Samantha Culceag.
Leia mais...

{Playlist} Novas Indicações e Antigos Vícios

Fonte da Imagem
Hey galera!
Não sei se acontece com vocês, mas tem horas em que eu enjoo das músicas do meu celular, é nesse momento que eu paro para procurar cantores e bandas novos e desenterrar uns antiguinhos.

Essa playlist surgiu de uma faxina geral no meu celular e umas indicações de amigas, espero que gostem!


1- Small Bump - Ed Sheeran
Essa é uma das melhores músicas que eu conheço do Ed, gosto bastante do ritmo dela, faz tempo que eu não ouvia!

2- The Last Goodbye - Billy Boyd
"The Last Goodbye" foi trilha sonora do filme "O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos" e é atualmente a minha música lenta predileta, ela é linda e me deixa emocionada!

3- 18 - One Direction
Essa música não é, nada mais, nada menos, que a minha preferida do álbum Four, o último que a One Direction lançou, um amor de música, não é?

4- Demons - Imagine Dragons Estou completamente apaixonada por essa música, faz tempo que eu não ficava tão viciada dessa forma! Ouço no mínimo três vezes por dia haha.

5- Oitavo Andar - Clarisse Falcão Minha amiga me recomendou essa música um dia desses, agora ela já entrou para as minhas favoritas e até já sei cantar!

6- Smile - Avril Lavigne Esta música tem o clipe mais perfeito desse universo (na minha opinião), se você nunca assistiu não sabe o que está perdendo, também gosto bastante de ouvi-la mesmo sendo das antigas!

****
Gostaram das músicas? Comentem!
Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...

{Resenha} Diário da Seleção


"Diário da Seleção" é um livro criado para todos os fãs da trilogia "A Seleção", onde o leitor relembra acontecimentos da história, escreve sua opinião sobre eles e também preenche várias listas e responde a várias perguntas pessoais,  além de fazer desenhos, pinturas e colagens.


Quando esse livro chegou aqui em casa eu fiquei encantada, a diagramação é maravilhosa, muitas folhas são na cor rosa ou laranja e as ilustrações são líndíssimas, além da qualidade do papel ser muito boa!


As 366 atividades são bem divertidas, fui folheando e fazendo todas, nem precisei procurar uma legal! Minhas preferidas foram as de colagem, principalmente as folhas em que eu tinha que procurar em revistas, fotos de pessoas que se parecessem com os personagens da Seleção!


Se você ainda não leu a trilogia inteira, tome cuidado com este diário pois ele contém muuuuitos spoilers, principalmente do último livro, eu não liguei muito para eles pois tenho uma amiga que já me contou quase o final inteiro, mas tem gente que gosta de surpresa!


No fim das atividades tem umas páginas bonitinhas reservadas para qualquer coisa que você queira fazer, desde desenhos até textos ou anotações!


Mesmo para aquelas pessoas que não são fãs da série este diário é muito divertido, pulando umas poucas perguntas sobre os livros, o resto das atividades são todas pessoais e podem serem feitas mesmo sem nenhum conhecimento sobre "A Seleção".


Recomendo esse livro super bem feito e extremamente fofo para pessoas que gostam de leituras interativas ou que sejam fãs da série da Kiera Cass!


Beijos... Samantha Culceag.
Leia mais...

{Só em Séries} Teen Wolf - Primeira Temporada

Hey peoples!
Como vocês estão? Assistindo muitas séries? Eu estou e acabei de ver a primeira temporada de Teen Wolf, foi uma recomendação da minha amiga! Querem saber o que achei?


"Teen Wolf" conta a história de Scott McCall (Tyler Posey) que após um passeio pela floresta no meio da noite é mordido por um lobo/lobisomen e contrai licantropia. O seriado gira em torno de Scott vivendo sua vida e tentando controlar suas transformações; o romance dele com a Allison Argent (Crystal Reed), uma aluna nova de sua escola (que, por grande azar de Scott, vem de uma família de caçadores de lobisomens, só que a garota ainda não sabe disso) e sua amizade com Stiles Stilinski (Dylan O'Brien). Depois de um tempo o seriado passa a ter alguns mistérios e perguntas a serem respondidas.

Scott (Tyler)
No começo não estava gostando muito dessa série, mas me viciei lá pelo episódio 6, depois não consegui mais parar de assistir, queria responder logo as minhas dúvidas, então eu recomendo que não desistam de assistir lá no comecinho, o final vale muito a pena!

Uma coisa que não gostei do seriado foram os efeitos, não são bons, muito artificiais na minha opinião, assim como a maquiagem do Scott e do Derek Hale (Tyler Hoechlin) que é outro lobisomen, eles não ficam parecidos com lobisomens, espero que nas próximas temporadas os efeitos melhorem!

Allison (Crystal)
A atuação não teve nada demais, mas também não foi ruim, essa é outra coisa que pode melhorar mais pra frente.

Ri em muitas partes graças ao Stiles que é super divertido e meu personagem preferido, eu até mesmo senti um pouco de raiva do Scott quando ele deixava o amigo de lado para ficar com a Allison. Não consegui gostar da Allison, achei a personagem meia estranha e eu podia jurar que ela seria uma vilã, espero que eu passe a gostar dela mais pra frente.

Stiles (Dylan)
Outros personagens que fazem parte da trama são a Lydia Martin (Holland Roden) e Jackson Whittemore (Colton Haynes), o Jackson é um chato mas é bem importante numa parte da série, já a Lydia é mais legal e rola um mistério bem grande sobre ela no final, estou morrendo de curiosidade!

Recomendo a série, mas não esperem nada muito bem produzido e cheio de efeitos, é apenas um seriado para jovens com uma história legal para passar o tempo!

Já assistiram? Querem assistir?
Beijos transformados... Samantha Culceag.
Leia mais...

{Resenha} As Crônicas de Bane

Cassandra Clare - Sarah Rees Brennan - Maureen Johnson
Galera Record * 392 páginas * 2014
"As Crônicas de Bane" conta as histórias que Magnus Bane, o feiticeiro da série "Os Instrumentos Mortais" (saiba mais aqui), viveu durante várias décadas de sua vida imortal, o livro é cheio de bom humor, assim como ação e romance.

Este livro tem 11 contos que estão numa certa ordem cronológica, o que é bom pois assim a gente não se perde, só teve um conto que veio fora de ordem e eu não entendi o motivo. Meu conto preferido foi "Salvando Raphael Santiago", comecei a ler e quando pisquei já tinha acabado, o mais leal nele é que o Raphael tem uma certa importância para a série OIM e é legal conhecer mais sobre ele, saber como ele se tornou um vampiro e como conheceu Magnus.
"Magnus frequentemente pensava em adquirir um bicho de estimação, mas jamais cogitou ter um vampiro adolescente rabugento. Se Raphael fosse embora, pensou, arrumaria um gato. E sempre faria uma festa de aniversário para o bichinho."
A narrativa é em terceira pessoa sob o ponto de vista de Magnus, conhecemos o personagem tão bem quanto se ele estivesse narrando, os capítulos fluem e assim que um conto acaba, dá vontade de começar outro imediatamente, é viciante!

Depois do Magnus, meus personagens preferidos são com certeza Catarina Loss e Ragnor Fell, os dois também são feiticeiros e amigos de Magnus e fizeram tanta coisa juntos nesse livro, que minha nossa! A Catarina é uma curandeira e gasta seu tempo ajudando as pessoas, ela é uma amiga e tanto e sempre sabe o certo a fazer (consegue colocar os amigos na linha também), Ragnor é extremamante engraçado, e sua pele verde garante várias piadas e brincadeiras! Eles são aquele tipo de pessoa que mesmo depois de 200 anos você ainda consegue aturar.
 "Magnus não nutria grande respeito pela Lei, mas, se fosse transgredi-la, queria estar bonito enquanto fazia isso."
Uma coisa que eu amei foi a diagramação, no começo de cada conto tem uma página com algumas ilustrações em forma de quadrinhos de algum trechinho que vamos ler, adorei essa ideia pois me deixou mais curiosa para saber o que iria acontecer.

Não me lembro se já citei aqui no blog, mas eu amo História e esse livro apresente alguns acontecimentos históricos como a Revolução Francesa e a crise dos EUA de 1929. Depois que li, fui no meu livro escolar para relembrar os acontecimentos de verdade, é bem legal ver realidade e fantasia se misturando!
 "Você é sarcástico 12 horas por dia, mas quase nunca é maldoso. Tem um bom coração por baixo de toda essa purpurina."
Só nesse livro, quatro lugares foram citados: Paris, Londres, Nova York e Peru, se você gosta de algum desses lugares, é legal prestar a tenção nas descrições e nos pontos turísticos por onde o Magnus passa, já deu pra perceber que ele viaja bastante, não é?

Essa é uma leitura extremamente divertida, porém cheia de aventuras e com um toque de romance, vale super a pena! Recomendo esse livro pra quem já leu "Os Instrumentos Mortais" ou "As Peças Infernais", o livro apresenta spoilers de ambas as séries!

Beijos purpurinados... Samantha Culceag.
Leia mais...